fbpx
Coisas do mundo realIdeias que mexem

Pode o perfeccionismo ser criativo?

Partilha em
RSS21k
Follow by Email8m
Facebook0
Twitter6k
YouTube2k
Pinterest4k
LinkedIn10k
Instagram8k

Já caíste na armadilha do perfeccionismo?
Eu já tive um cliente que se queixava de não ter amigos nem relações estáveis. Pior, sofria de insatisfação e frustração permanentes. Bem desagradável!
Nunca pensamos nada completamente novo, pelo menos no sentido em que tudo o que pensamos já tem um quadro de referência e decorre de uma escolha, de uma atitude ou de uma convicção.
Um dos quadros de referência possível é o do perfeccionismo.
A moldura mental que favorece a criatividade e a viabilidade das ideias novas é a que combina sonho com realismo crítico e aceita a companhia da dúvida, da hesitação e do erro. Não a do perfeccionismo.

O perfeccionista distingue-se do amante das coisas bem-feitas. Este namora a possibilidade de se exceder e procura nos problemas o casamento perfeito entre as possibilidades e os desafios, sabendo que não há casamentos perfeitos -há compromissos entusiasmantes.
Por contraste, o perfeccionista fica preso ao seu acto de amor solitário com o seu sonho, que nem sequer  é entusiasmante  porque lhe falta a generosidade de aceitar o erro.
Um dos efeitos perniciosos do quadro de pensamento do perfeccionista é secar o terreno à sua volta.

Em vez de estimular a criatividade dos outros, o perfeccionista, mesmo sem o desejar, impede a participação das ideias que se desenvolvem no quadro da tentativa e erro e que muitas vezes precisam de crescer no jardim da criação imperfeita.

12
Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


Página facebook